bandeira (flag) bandeira (flag)

Projeto: Capacitação em Liderança Comunitária para Adolescentes Cumprindo Medidas em Internação (Resumo)

O Instituto Janus compartilha a versão resumida de seu projeto "Capacitação em Liderança Comunitária para Adolescentes Cumprindo Medidas em Internação", que foi contemplado para captação de doações para o Fundo Estadual para a Criança e Adolescente, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDCA. Se quiser acompanhar ou participar do projeto, entre em contato conosco.

Descrição

Título do Projeto: Capacitação em Liderança Comunitária para Adolescentes Cumprindo Medidas em Internação

Período de Execução: 12 meses

Temática: Se a violência, na maioria dos casos, é uma resposta à falta de diálogo; se a liderança leva a comunidade a realizar tarefas difíceis; então a capacitação em liderança é uma resposta, é um diálogo e pode canalizar a energia da violência para mudanças, que tanto precisamos, na comunidade e na sociedade.

Público Alvo: Adolescentes cumprindo Medidas Socioeducativas em meio fechado

 

O Instituto Janus, atua na superação de conflitos e trabalha com a superação da violência contra adolescentes e jovens no Ceará desde 2009, quando realizou uma videoconferência internacional buscando as raízes da violência na cidade e no campo.

Em 2013 realizou a Semana Janus Internacional – Jovens em Conflito e suas Realidades que trouxe para debate com o governo e a sociedade civil dois especialistas: do Japão e dos Estados Unidos.

Este evento constou de: dois Seminários com tradução simultânea; um Seminário para o Ministério Público Estadual; um Círculo Restaurativo no Centro Educacional Dom Bosco para 10 adolescentes; um encontro com adolescentes do Bom Jardim e visitas à Coordenadoria de Políticas sobre Drogas e Escola Superior de Polícia do Governo do Ceará.

APRESENTAÇÃO
 
Nosso projeto visa transformar adolescentes cumprindo medidas sócio-educativas de internação em líderes, porém voltados para valores comunitários e sociais. Para tanto, deflagaremos um processo de transformação de um Centro Educacional em um ambiente mais aberto para estas lideranças se redirecionarem. Esta processo tornará o Centro Educacional mais seguro e seu processo socioeducativo mais eficaz, como recomenda o Sinase.

Depois de uma mobilização geral, capacitaremos tanto os adolescentes e seus familiares quanto os educadores sociais, seguindo o princípio de “cuidar do cuidador.” A energia dos adolescentes será processada pela Capoeira e também pelo cuidado com o clima e ambiente do Centro, que será trabalhado com Círculos Restaurativos periódicos.

Devido à utilização pioneira desta metodologia no Brasil, para facilitar a compreensão e replicação do projeto, além de divulgar na rede mundial, publicaremos um livro da metodologia que ajuda a compreender e superar a marginalização de nossos adolescentes cumprindo, ou não, medidas de internação.

Os resultados esperados são: Redução significativa de tumultos e fugas de adolescentes; de faltas e adoecimento da equipe do Centro; e de denúncias sobre violações de direitos e maus-tratos.

Os resultados qualitativos esperados são: Adequação perceptível do Centro ao Sinase; Melhora perceptível do clima e ambiente de trabalho do Centro.

JUSTIFICATIVA

Monitoramentos do Sistema Socioeducativo, a partir de 2009, mostraram uma realidade bastante dura para os direitos dos adolescentes. Visitas mais recentes a dois Centros Educativos de Fortaleza mostrou um: problemático, com adolescentes reclamando por diálogo com a direção e outro; considerado modelo, com adolescentes em diálogo permanente com a direção.

Portanto, mais do que as violações de direitos, chama nossa atenção o diálogo, como origem de tumultos, quando ausente, ou como origem de um clima de segurança e tranquilidade, quando utilizado.

Então, indo além da punição, buscaremos a responsabilidade e do diálogo legitimado as experiências e necessidades de todos, especialmente daqueles que foram marginalizados, oprimidos ou vítimas de violência, agindo e reagindo de forma a restabelecer o outro, ao invés de aliená-lo e coibi-lo.

METODOLOGIA

Psicologia Orientada pelo Processo –  A Psicologia Orientada pelo Processo, também chamada de Trabalho Processivo, é uma prática multi-cultural, em múltiplos níveis de percepção consciente criada pelo Dr. Arnold Mindell. A aplicação ao Social do Trabalho Processivo chama-se Trabalho Global, ou Worldwork - um método para se trabalhar em pequenos e grandes grupos para se resolver questões de todo tipo, utilizando a atitude de Democracia Profunda.
 
O princípio básico da Democracia Profunda é que a direção, a resolução e a transformação de indivíduos e comunidades, se dá apenas quando todos os pontos de vista, emoções e sonhos podem se expressar e interagir entre si.

Justiça Restaurativa – A Justiça Restaurativa, utilizada ao longo de 30 anos, nos leva a focalizar as necessidades da vítima e consequentes obrigações do ofensor, em vez de garantir apenas a punição. Ela enfatiza também a resolução de problemas através de colaboração e cooperação.

A Justiça Restaurativa assim como o Trabalho Processivo são metodologias acolhedoras e respeitosas, que utilizam uma escuta ativa e o respeito pelo limite e a necessidade de cada um. Por isso nesse trabalho serão utilizadas para facilitar o diálogo entre os adolescentes, os educadores sociais, os familiares e a equipe do Centro.

A equipe Janus será composta por dois psicólogos, ambos Certificados em Psicologia Orientada pelo Processo, através do Process Work Institute dos Estados Unidos, um jovem egresso do Sistema Socioeducativo em meio fechado e uma Educadora Social, além de um supervisor internacional.

Trabalho com o Centro – Durante onze meses realizaremos 11 encontros com todo o pessoal do Centro. De novo utilizaremos os princípios da Psicologia Orientada pelo Processo e da Justiça Restaurativa para a superação e transformação da realidade.

Caso tenha interesse em conhecer o projeto na íntegra, apoiar ou participar de sua realização, entre em contato conosco.
Quer saber como doar para apoiar este projeto, utilizando seu imposto de renda a pagar? Veja aqui.


EQUIPE TÉCNICA

Raul Armando Monteiro Júnior - Coordenador
Profissional:
Justiça Restaurativa e
Psicologia Orientada pelo Processo

Luiza Helena Gomes Frota
Profissional:
Justiça Restaurativa e
Psicologia Orientada pelo Processo

Bill Say - Supervisor
Justiça Restaurativa e
Psicologia Orientada pelo Processo

Jovem ex-socioeducando - Assessor

Educador(a) social - Assessor(a)

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.